Imprensa digital

Publicações em sites de notícias digitais

Plataforma ajuda no abastecimento de EPIs contra coronavírus

Uma nova plataforma criada por pesquisadores está ajudando a abastecer instituições de saúde com dificuldades em obter equipamentos de proteção individual(EPI). Inspirada em uma experiência norte-americana, a Rede EPI permite que os órgãos da área se cadastrem e indiquem os equipamentos de que mais necessitam para o enfrentamento da epidemia do coronavírus. O cadastro fica visível para potenciais doadores.

Plataforma aproxima doadores e instituições que precisam de equipamentos de proteção em saúde

Pós-graduanda em Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP), a nutricionista Mariana Madruga ajudou a desenvolver o projeto voluntário Rede EPI, que busca arrecadar equipamentos de proteção individual (EPIs) para hospitais e profissionais da saúde em meio à pandemia do novo coronavírus. Como o setor de saúde está desabastecido de vários itens, a iniciativa quer aproximar, por meio de uma plataforma digital, doadores e instituições que precisam de materiais.

Rede EPI é criada para intermediar doações de Equipamentos de Proteção Individual a instituições ou profissionais de saúde

A aluna Mariana Ferreira Madruga, da Pós-Graduação do Departamento de Medicina Preventiva do Programa de Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, juntamente com outros colaboradores, idealizaram o projeto chamado #redeEPI, uma iniciativa sem fins lucrativos dedicada a ajudar a atenuar a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em instituições de saúde durante a epidemia de coronavírus.

Plataforma une doadores de EPI’s no combate ao coronavírus

Em uma iniciativa da sociedade civil por meio de voluntários, a RedeEPI une doares de EPI’s, instituições e profissionais de saúde que necessitam de proteção para enfrentar com segurança a pandemia de COVID-19.